6.7 milhões de pessoas na Somália enfrentam a fome

A Organização para Alimentação e Agricultura das Nações Unidas alerta para um apoio maciço e continuado para fazer face à fome na Somália. O Plano De Prevenção Da Fome E Resposta À Seca da organização requere, para o efeito, um reforço de cerca de 96 milhões de euros entre Junho e Dezembro deste ano, começando por um orçamento anual de cerca de 155 milhões de euros.

Mais de 58 milhões de euros foram mobilizados em Maio e o Banco Mundial viabilizou a aplicação imediata do plano actualizado com uma garantia de mais de 25 milhões de euros.

Cerca de 92 por cento dos somalis encontram-se em risco iminente de fome em zonas rurais, depois de dois anos de seca agravada e de esgotamento de stock alimentar, que originaram mais de 700 mil desalojados desde Novembro de 2016.

O Plano de Prevenção da Fome e Resposta à Seca actua na injeção directa de dinheiro, permitindo acesso a bens essenciais e distribuição de bens alimentares, apoio do regresso de desalojados ao local de origem, e prevenção para resistência a novos choques.

O Plano integra uma resposta humanitária mais abrangente, que envolve as Nações Unidas e organizações não-governamentais internacionais e locais, e complementa planos de resposta à crise por parte de outras organizações como a UNICEF.

Comente aqui pelo Facebook

Tags:

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Inline
Inline