Acrobata brasileiro morre ao dar salto de 15 metros

A tragédia foi registada em vídeo por um amigo do acrobata. A ideia de Artur, que há dois anos era parte da equipe do circo Sonics, em Turim, era adicionar as imagens ao currículo que enviaria à companhia Dragone.

Resultado de imagem para Artur Cacciolari

O amigo que gravou o salto ainda tentou socorrer o brasileiro, saltando para a água, mas o corpo do jovem foi arrastado pela corrente e resgatado pelos bombeiros italianos após três horas. Segundo a BBC, as autoridades acreditam que Artur tenha batido com a cabeça nas pedras que forram o fundo do lago.

“Cacciolari tinha um talento extremo. Era impossível ensinar-lhe algo, ele já sabia tudo. Era simplesmente brilhante no que fazia”, declarou Alessandro Pietrolini, da companhia Sonics.

Segundo Alessandro Pietrolini, Cacciolari já havia completado o salto outras vezes, sem dificuldade. O problema desta vez teriam sido as fortes chuvas que castigaram a região horas antes da manobra.

Fato que teria, inclusive, motivado um alerta dos recrutadores do circo Dragone, pedindo que os saltos fossem realizados em piscinas, a uma altura de 5 metros. “Ele poderia participar em qualquer selecção internacional sem precisar de se arriscar. Mas esta era a sua personalidade, ele não se contentava”, opinou Pietrolini.

Nascido em Marília, São Paulo, em 1998, Cacciolari estudou na Escola Nacional de Circo, no Rio de Janeiro. Ele vivia em Itália desde 2015, período em que viajou pela Europa em apresentações de destaque. Pietrolini informou que a família está a caminho da Europa e ainda não decidiu sobre o funeral de Artur, que é descendente de italianos.

Comente aqui pelo Facebook

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Inline
Inline