Bancos moçambicanos vão poder inutilizar notas com tintas em caso de assalto

Os bancos moçambicanos vão poder utilizar mecanismos de segurança para inutilizarem notas com tinta ou outros produtos no caso de assalto a caixas automáticas e malas de transporte, anunciou hoje o banco central.

“As entidades devem solicitar a autorização prévia do Banco de Moçambique para a instalação e utilização de sistemas inteligentes de neutralização de notas”, lê-se no regulamento.

Os bancos poderão usar qualquer tipo de tecnologia para inutilizar as notas, como tinta especial colorida, pó químico, ácidos, solventes ou qualquer outra substância ou pirotecnia que não ponha em risco os usuários, porém com o conhecimento do banco central de Moçambique.

No mesmo articulado está proibida a circulação de notas tingidas, mesmo que apenas parcialmente.

Os sistemas de inutilização das notas devem estar sinalizados nos locais onde sejam aplicados e, no caso de alguns deles ser activado, o banco central deve ser avisado no prazo de 48 horas.

Moçambique dispõe de uma rede nacional de 1.700 caixas automáticas comum à banca comercial que opera no país e compatível com as principais redes internacionais.

Comente aqui pelo Facebook

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Inline
Inline