Governo congolês confirma um morto e 11 infectados com Ébola

O Ministério da Saúde da República Democrática do Congo (RDC) emitiu um comunicado onde confirma uma morte devido a Ébola, naquilo que se confirma como um novo surto.

Foram anunciadas, na passada terça-feira, 17 mortes numa província da região noroeste da República Democrática do Congo (RDCongo) assim como “21 casos de febre com sintomas hemorrágicos”, consistentes com o vírus de Ébola. O ministro da Saúde congolês, Oly Ilunga, citado pela Reuters, confirma agora que uma das mortes foi provocada pelo vírus.

Recorde-se que as 17 mortes poderão ter sido registadas ao longo dos últimos meses, quando os habitantes da cidade de Bikoro começaram a apresentar estes sintomas. Ainda não foram feitos exames post-mortem a todos os corpos.

O Ministério da Saúde local confirmou, ainda, através de análises, que existem 11 pessoas infectadas com o vírus.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) já havia confirmado a existência de um novo surto de Ébola, com base na descoberta, por parte do Instituto Nacional de Investigação Biomédica em Kinshasa, de dois casos de infecção positivos.

A OMS indica, ainda, que as pessoas infectadas com sintomas consistentes com Ébola começaram a surgir em Dezembro do ano passado e que as primeiras mortes começaram a ser relatadas em Janeiro deste ano.

Sublinhe-se que o último surto de Ébola na África ocidental (com especial incidência na Guiné-Conacri, na Serra Leoa e na Libéria), que surgiu em Dezembro de 2013 e foi declarado controlado em 2015, afectou 28.601 pessoas, sendo que 11.299 acabaram por morrer.

Comente aqui pelo Facebook

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Inline
Inline