Governo moçambicano fará concessão de nove aeroportos nacionais para gestão privada

O governo moçambicano anunciou na sexta-feira em Maputo que fará a concessão de nove aeroportos nacionais para empresas privadas, como um método para melhorar os serviços e atrair mais clientes.

Resultado de imagem para Linhas Aéreas de Moçambique

“Com a concessão dos aeroportos para a gestão privada, pretende-se garantir a gestão eficiente da infraestrutura de aeroportos moçambicanos e atrair companhias aéreas estrangeiras”, disse Emanuel Chaves, presidente do conselho de administração de Linhas Aéreas de Moçambique (LAM).

Chaves disse que alguns aeroportos pequenos serão primeiros a ser concedidos para estudar melhor as estratégias.

Em 2014, a LAM, a única companhia aérea do país, foi proibida de voar sobre o espaço europeu por dois anos devido a não cumprimento com as regras de segurança internacionais.

“A estratégia público-privada é a que vamos seguir a fim de melhorar a infraestrutura de nossos aeroportos e oferecer melhores preços para passageiros”, disse Chaves, acrescentando que a competição entre as operadoras vai ditar a determinação das tarifas alfandegárias.

Chaves admitiu que as tarifas alfandegárias dos serviços fornecidos pela LAM são altas e que muitos clientes reclamaram sobre isso.

“Moçambique está implementando a liberalização de tarifas alfandegárias, dependendo de novas companhias que entrarão para operar no mercado nacional”, disse, sem mencionar nomes específicos das novas companhias.

Os esforços têm como objetivo permitir que os aeroportos cumpram os padrões internacionais, disse.

Comente aqui pelo Facebook

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Inline
Inline