Herdeira de banco ajuda a manter Lula financeiramente operacional

Uma herdeira de banco vai ajudar financeiramente o ex-presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, depois que seus ativos foram bloqueados por supostas acusações de corrupção, informou a mídia local na quarta-feira.

Roberta Luchsinger, 32 anos, herdeira da família que fundou o banco suíço Credit Suisse, doou cerca de 160 mil dólares americanos a Lula, cujos 3 milhões de dólares americanos em ativos foram bloqueados por um juiz federal que supervisiona uma investigação sobre corrupção.

Lula negou qualquer irregularidade, dizendo que as acusações são politicamente motivadas para descarrilar seu potencial para a presidência em 2018.

Em uma entrevista para o diário Folha de São Paulo, a neta do banqueiro suíço Peter Paul Arnold Luchsinger disse: “ao congelar os bens de Lula (o juiz Sergio) Moro está tentando bloqueá-lo tanto politicamente quanto pessoalmente. Eu vou fazer uma doação para que o presidente possa usá-la como ele precisar .”

Luchsinger enviou a Lula um cheque de 28.000 francos suíços (28.500 dólares americanos), a soma mensal que receberia de seu avô, que faleceu em julho na faixa etária dos 92 anos.

De acordo com o diário, ela também encheu uma mala com objetos de valor “que podem ser leiloados em um evento de caridade para beneficiar o ex-presidente.”

Lula foi condenado a nove anos e meio de prisão e enfrenta outros cinco casos legais contra ele. Ele pretende recorrer da sentença.

Comente aqui pelo Facebook

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Inline
Inline