Homem sentenciado à Pena de Morte por Peidar em Mesquita durante oração do RAMADAN

Um juiz paquistanês condenou um homem a ser executado depois que ele foi expulso 17 vezes de 6 mesquitas diferentes por peidar excessiva e sucessivamente durante o período do Ramadan.

O Ramadã é o festival religioso mais importante para os muçulmanos e o juiz declarou que ele indispõe as pessoas da fé e até fez que 53 pessoas ao mesmo tempo deixar a mesquita durante uma oração, e foi considerado um “ato blasfemo” que deveria ser punido “de acordo com A vontade de Deus “.

O juiz era indulgente, admitiu muitos especialistas na região, pois deu ao condenado a escolha de ser decapitado ou apedrejado até a morte.

“A lei é clara, ele deve ser apedrejado até a morte, decapitar é uma sentença muito leve e salvá-lo de qualquer sofrimento”, protestou o promotor do governo.

 Uma condição médica rara

Muhammad Al-Wahabi, de 33 anos, sofre de flatulência crônica, “uma condição médica rara”, argumentou em sua autodefesa, pois nenhum advogado tomaria seu caso.

Comente aqui pelo Facebook

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Inline
Inline