Líder da Renamo pede que membros de seu partido não pensem em vingança e perdoem a Frelimo

Após a recém-anunciada trégua definitiva das hostilidades militares, o líder da Renamo, Afonso Dhlakama, pediu aos membros do seu partido a esquecerem o luto e dor, causados durante as hostilidades militares, e olharem com optimismo para a nova fase que o país está a atravessar. Dhlakama falava, hoje, aos seus membros em Cabo Delgado numa teleconferência.

Na ocasião, Dhlakama apelou aos seus membros a seguirem o seu exemplo, tendo recordado que ele próprio escapou a morte durante as hostilidades, mas nem por isso, pensou em vingança.

O líder da Renamo disse que o contacto frequente que tem mantido com o Presidente da República, Filipe Nyusi, com vista a estabilização do país, é o exemplo que deve ser seguido.

Estiveram na teleconferência de Afonso Dhlakama membros da Renamo oriundos dos 17 distritos de Cabo Delgado.

Comente aqui pelo Facebook

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Protegido contra cópias!!!
Inline
Inline