Michel Temer Presidente brasileiro promete mais empregos em 2017

Em seu discurso nacional de fim de ano, o presidente do Brasil Michel Temer disse quinta-feira, que enquanto 2016 viu uma luta contra a recessão, 2017 seria “o ano do emprego,” e assim as pessoas deveriam “pensar positivamente” no próximo ano.

Temer apresentou um relatório sobre as reformas que seu governo enviou ao Congresso, incluindo a aprovação do limite de gastos federais (PEC) por 20 anos, e avanços nas reformas de segurança social e trabalho.

A PEC foi aprovada no início de dezembro e é vista como a maior vitória legislativa para o governo de Temer, uma vez que assumiu o cargo pleno em 31 de agosto, após o impeachment de Dilma Rousseff.

Esta mudança essencialmente permite que a despesa pública aumente apenas com base na inflação pelas próximas duas décadas, mas os opositores dizem que isso vai deixar a educação e os sistemas de saúde perigosamente sub-financiados.

Temer disse que seu governo também está muito preocupado com os últimos números mostrando desemprego em um recorde de 11,9%, ou 12,1 milhões de brasileiros desempregados.

No entanto, o presidente disse que a taxa de desemprego começaria a cair no segundo semestre de 2017.

Sua mensagem pode ter sido suavizada por uma declaração do governo emitida na quinta-feira, dizendo que 4.600 cargos públicos serão cortados a partir de janeiro de 2017.

Xinhua

Comente aqui pelo Facebook

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.