Moçambique: CNE admite irregularidades em Nampula

Com em pano de fundo as denúncias feitas pelos principais partidos da oposição Renamo e MDM (que elegeu Mahamudo Amurane em 2014, apesar de este ter entrado posterioirmente em dissidência com o partido) sobre irregularidades no processo para a eleiçao intercalar do edil de Nampula a 24 de Janeiro, a Comissão Nacional de Eleições admitiu esta sexta-feira (12/01) erros técnicos nos cadernos eleitorais.

Paulo Cuinica, porta-voz da CNE admitiu haver irregularidades nos cadernos eleitorais electrónicos entregues aos mandatários dos partidos políticos, ocorridos no acto da transferência dos dados do computador para os dispositivos entregues aos mandatários.

Paulo Cuinica garantiu no entanto que a correcção das irregularidades está a ser efectuada e que até segunda-feira (15/01) os cadernos corrigidos serão entregues aos mandatários dos cinco candidatos em liça para esta eleição.

Estamos a corrigir todos os erros que foram constatados, constatamos que de facto existiam erros técnicos, que no acto de transmissão de dados do computador pelas “flashs” houve oproblema de duplicação de algumas pastas, quem utiliza um computador normalmente, sabe muito bem que na transmissão de dados é possível ter este tipo de situações, em que temos pastas que aparecendo, entretanto não têm conteúdo lá dentro. É possível aparecerem duplicações, ninguém deve ficar em casa, todos devem-se dirigir às mesas das assembleias de voto, para que possam exercer o seu direito de voto, com ou sem cartão [de eleitor] desde que confimem que os seus nomes constam dos cadernos eleitorais que já se encontram expostos“.

Comente aqui pelo Facebook

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Inline
Inline