Morreu Winnie Mandela ex-esposa de Nelson Mandela

De acordo com um comunicado emitido pela família, Winnie Mandela morreu pacificamente após “uma doença prolongada que a obrigou a estar hospitalizada várias vezes desde o início do ano”.

Resultado de imagem para winnie mandela

“É com grande tristeza que informamos o público de que a senhora Winnie Madikizela-Mandela morreu no hospital de Milkpark de Joanesburgo, segunda-feira 2 de abril”, anunciou por seu lado Victor Dlamini, seu porta-voz, em comunicado.

Winnie Mandela deixa um legado controverso. Chamada tanto a “Mãe da Nação” sul-africana como “Assaltante”, a sua veia revolucionária e de defesa radical dos direitos dos negros nunca abateu e acabou por lhe trazer diversos problemas com a lei – que ela ignorava em nome dos seus ideais.
“A que luta”
Nascida a 26 de setembro de 1936, em Bizana, no leste da provincia do Cabo, Winnie tornou-se cedo uma ativista política, quando trabalhava no Serviço Social hospitalar.

“Comecei a perceber a pobreza abjeta na qual a maioria das pessoas era obrigada a viver, as condições terríveis criadas pelas desigualdades do sistema”, disse ela depois.


Atraente e ativa – era também conhecida como Nomzamo, que significa “a que luta” – conheceu Nelson Mandela em 1957, aos 22 anos, numa paragem de autocarro no Soweto. Um romance turbulento desembocou em casamento um ano depois, mas a união foi sempre problemática.

Marido e mulher dedicavam todo o seu esforço à luta anti-apartheid. Winnie viria a descrever o casamento como uma “fachada” e o nascimento das duas filhas, Zindzi e Zenani, como “coincidência”.

Quando, seis anos depois da cerimónia, Mandela foi detido e condenado a prisão perpétua, Winnie ficou livre para se dedicar àquele que viria a chamar o seu “verdadeiro amor”, a luta contra o domínio branco.

“Eu era casada com o ANC. Foi o melhor casamento que alguma vez tive”, chegou ela a afirmar.

Comente aqui pelo Facebook

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Inline
Inline