Polícia nos EUA invadiu velório para destravar celular com o dedo do morto

Resultado de imagem para fingerprint iphone

O último mês não foi fácil para Victoria Armstrong, 28 anos, moradora do estado da Flórida, Estados Unidos. Enquanto velava o corpo de seu noivo, Linus F. Phillip, em uma casa funerária, ela viu detetives de polícia invadirem o local com uma missão um tanto quanto inusitada: tentar desbloquear o celular de Phillip usando os dedos do defunto.

O homem de 30 anos havia sido morto pela própria polícia da Flórida no final de março em um posto de gasolina. Segundo relato dos policiais, eles pediram para que Phillip encostasse o carro após notar os seus vidros escuros e, ao se aproximarem, as autoridades sentiram cheiro de maconha. Quando foram prender o motorista, ele arrancou e foi alvejado por tiros, morrendo no local após bater o veículo.

A justificativa da polícia para ir até o velório de Linus F. Phillip, então, era tentar desbloquear o smartphone apreendido com ele a fim de esclarecer as circunstâncias da sua morte, em uma investigação sobre tráfico de drogas.

Comente aqui pelo Facebook

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Inline
Inline