Ronaldinho pode jogar pela Chapecoense, diz seu irmão

O brasileiro Ronaldinho, eleito duas vezes o melhor jogador do mundo pela FIFA, poderá atender a um chamado depois da tragédia que atingiu o Chapecoense, disse na quinta-feira o irmão e agente do brasileiro.

Roberto Assis disse que Ronaldinho foi emocionalmente afetado pelo acidente de avião, que matou 19 jogadores da Chapecoense perto da cidade colombiana de Medellín na segunda-feira.

“É um momento muito difícil,” disse Assis ao Globo Esporte. “Mais tarde, se houver um contato, podemos conversar, só posso dizer que estamos aqui e queremos ajudar.

“Ele (Ronaldinho) se enquadra no perfil e poderia ser o cara certo, mas o momento é ajudar as famílias e seria errado criar expectativas por enquanto, como brasileiros, nós estamos juntos.”

Os comentários de Assis vieram entre os pedidos crescentes em meios sociais para que o atleta de 36 anos esteja disponível para o clube devastado.

Ronaldinho está sem time desde que deixou o Fluminense em setembro passado. No ano passado, ele jogou amistosos no Peru, Equador, Guatemala, Estados Unidos e China, bem como um torneio de futsal na Índia.

Relatos da imprensa também disseram que o argentino ex-jogador do Internacional Juan Roman Riquelme também está considerando deixar a aposentadoria para jogar pela Chapecoense.

Fãs de futebol, times e associações de todo o mundo continuaram se unindo pela equipe brasileira da primeira divisão nesta quinta-feira.

Vários clubes no Brasil e no exterior disseram que usarão o logotipo da Chapecoense em suas camisas enquanto os coordenadores da FIFA aprovaram um minuto de silêncio antes de todos os jogos neste fim de semana.

Enquanto isso, a Organização de Futebol da América do Sul, CONMEBOL, deverá aceitar um pedido do Atlético Nacional da Colômbia, de oferecer à Chapecoense o título da Copa Sul-Americana.

Os clubes deveriam se enfrentar na final do torneio continental em duas rodadas, em 30 de novembro e em 7 de dezembro.

O Atlético Nacional realizou uma homenagem à Chapecoense com uma vigília à luz de velas no seu estádio Anastasio Girardot na quarta-feira.

Os fãs lotaram o estádio com 45 mil lugares e ainda milhares de pessoas se reuniram nas ruas vizinhas pois não conseguiram entrar no local.

Comente aqui pelo Facebook

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Protegido contra cópias!!!
Inline
Inline