Sul africanos queimam casas de Nigerianos em Johannesburg

Moradores de Rosettenville, em Joanesburgo, no sábado, 11 de fevereiro, foram ato de manifestação desordanada com carácter xenófobo, queimando 10 casas que alegadamente pertencem a nigerianos que dirigem negócios de narcóticos e bordéis na África do Sul.

De acordo com os moradores irritados, eles disseram que os nigerianos têm feito negócios ilegítimos no país. Falando à Sowetan Live, Albert Mwenza, um homem malauiano e sua família que estavam vivendo em um dos edifícios que foram queimados narrou o sucedido

“Quando um grupo maior voltou, me disseram para sair, mas eu recusei. Fui então forçada a sair. Algumas pessoas saltaram sobre a parede para dentro da casa e roubaram nossos pertences.

“Eles então jogaram bombas de gasolina. Tudo o resto que havia ficado lá dentro foi queimado em cinzas. Estou triste porque somos inocentes e não temos nada a ver com drogas e bordéis “.

Albert e sua família são ditos para dormir na rua de Joanesburgo desde a ocorrência do incidente. Outro malauiano morando na casa disse que estava trabalhando quando a comoção começou. Yufusu Alie, 32, compartilhou o quarto com sua esposa e quatro filhos pequenos.

“Havia R24000 na casa que eu deveria mandar para casa. Eu não sei o que minha família e eu vamos fazer. Nós não comemos desde ontem e as roupas que estamos vestindo são as únicas roupas que nos restam “, disse Alie.

No entanto, foi revelado que o Serviço de Polícia da África do Sul SAPS está investigando o incidente.

Comente aqui pelo Facebook

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Inline
Inline